terça-feira, 16 de novembro de 2010

Mando acusações para o ar como se alguma vez tivesse razão do que digo. Perco tempo a pensar no passado, a formar problemas desnecessários, a preocupar-me sem razão e a chorar por tudo. Começo a perder a conta das vezes em que te pedi desculpa por insignificâncias, imaginações da minha cabeça, ou mesmo por motivos inexistentes. Eu ando aterrorizada e mesmo assim reajo de  forma injusta contigo, vá-se lá saber porquê. Por vezes não me conheço... Eu quero-te aproximar cada vez mais de mim, fortalecer ainda mais a nossa relação, no entanto o que acontece é que só faço asneira. Eu tenho medo de te perder, tenho mesmo! E ainda mais nesta altura, mas eu sei que não sou ela, que não sou igual a ela, mas não sou perfeita e talvez faça muitas das coisas que ela fazia, o que pode vir a fazer com que deixes de me amar como deixas-te de a amar... Ter medo é normal, significa que tenho medo de te perder porque te amo! E eu sinto-me tão bem contigo! Sinto-me nas nuvens com os teus reconfortantes abraços, meigos beijos e com o teu suave toque. Amas-me e isso deixa-me viva!

Eu AMO-TE mais do que possa ser possível meu amor.
E por favor, não quero que entendas mal este 'texto/desabafo'. Eu amo-te, e eu sei que me amas. Tenho medo mas sei que sem razão. E sim, sei que sou parva, mas eu não gosto da forma com muitas vezes reajo contigo, portanto fico triste e chateada comigo e depois quem ouve és tu. I'm sorry! Love you, love you, loveeeee youuuuuu!

4 comentários:

A tua opinião é essencial, desde que seja verdadeiramente escrita com alma e coração.
Obrigada pela leitura. :)