domingo, 11 de julho de 2010

O amor não se aprende na escola
« Certamente já lhe apeteceu desabafar algum assunto ou preocupação com um amigo. É provável que tenha telefonado e convidado esse amigo para tomar um café. Na verdade, quando isso acontece o café é apenas uma desculpa, pois não estamos muito habituados a dizer apenas: Preciso de desabafar, podes vir encontrar-te comigo? Depois do telefonema ficamos ansiosos pela chegada do nosso amigo. Queremos começar a falar, e precisamos da presença dele, pois é ele que vai funcionar como interlocutor, o parceiro de diálogo que vamos encetar.
A chegada do nosso amigo provoca-nos alegria. Cumprimentamo-nos rapidamente, o mínimo que a educação exige, e começamos a conversar. Agora imagine que o seu amigo ou sua amiga interrompe a sua fala a cada momento, para comentar alguém que vai a passar. Parece que o nosso motor interno vai abaixo. Queremos continuar o nosso desabafo, mas o nosso amigo está a interromper e isso tira-nos a vontade. Quando retomamos a conversa, energizamos, e cá vamos outra vez. Mas imagine que esse amigo volta a interromper, agora para contar que a nossa história lhe lembra o que aconteceu com um fulanito qualquer que não tem interesse nenhum naquele momento. Parece que o nosso motor interno ainda vai mais abaixo. E já não apetece continuar o desabafo com aquele amigo. Ele não é um bom interlocutor, e a sensação que temos dentro de nós, é a de que ele não está á altura de nos acompanhar neste diálogo. »

Quantas vezes o meu motor interno não se foi abaixo quando eu queria falar e não conseguia. Quando eu apenas queria ser ouvida.

9 comentários:

  1. Sério? que bom, então!
    Estava um bocado indecisa, só decidi mesmo no dia em que fui lá à escola, mas espero não me arrepender :)

    Vi que estás em Gestão... Está a ser difícil?

    ResponderEliminar
  2. Compreendo :)
    Mas isso não é mesmo a minha praia x), prefiro línguas!
    E ainda por cima sou uma merd* a matemática -.-

    ResponderEliminar
  3. Que bom post. Tantas vezes isso já me aconteceu.

    ResponderEliminar
  4. Gosteii muito (:

    Vou seguir, sim? *

    - beijinho

    ResponderEliminar
  5. Isso acontece-me algumas vezes. Gosto de pensar que é pelo facto de já não estar todos os dias com esses amigos, e ambos termos a necessidade de desabafar..

    Gostei e vou seguir! :)

    ResponderEliminar

A tua opinião é essencial, desde que seja verdadeiramente escrita com alma e coração.
Obrigada pela leitura. :)