quinta-feira, 15 de julho de 2010

Ninguém me pode culpar. A personalidade é tramada e por vezes, ou mesmo sempre, em cada momento da nossa vida, seja ele bom ou mau, seja com a presença de um sorriso ou até mesmo de lágrimas, ela tende sempre em não autorizar as minhas desejadas palavras a serem ditas e partilhadas com quem eu queria. Talvez não será só a personalidade, mas também o facto de seres o primeiro, pois eu não tive propriamente um passado como o teu. Eu nunca amei ninguém. Eu nunca na minha vida tinha pronunciado a palavra amo-te, e agora é uma coisa que faço com orgulho e sinceridade. Neste facto consigo ser superior á personalidade.
Love you, a lot.

8 comentários:

  1. Há sempre uma primeira vez para tudo... E primeiras vezes dessas é que se querem :)

    ResponderEliminar
  2. não dá na mesma :c
    não sei o que se passa com aquilo
    mas obrigada na mesma :)

    ResponderEliminar
  3. :o
    agora já deu, lol
    muito obrigada querida *

    ResponderEliminar
  4. É verdade, é preciso é encontra-la.
    Adorei este post. Não há nada como "as primeiras vezes". Beijo (:

    ResponderEliminar
  5. é mesmo , minha querida (;
    gostei do teu texto *

    ResponderEliminar
  6. lindo, lindo.
    já estou a seguir, claaro (:

    ResponderEliminar

A tua opinião é essencial, desde que seja verdadeiramente escrita com alma e coração.
Obrigada pela leitura. :)