terça-feira, 13 de abril de 2010

Sentada numa cadeira supostamente confortável, sinto-me verdadeiramente desconfortável, física e psicologicamente. Pois encontro-me na sala 21, com papel e lápis nas minhas mãos e dou conta de que não consigo escrever nada minimamente razoável. Tento-me concentrar mas sendo uma tarefa impossível, desisto, pois na minha cabeça ecoa a voz da professora de Gestão, que tem o poder de bloquear todos os meus pensamentos, à excepção de um, pensamento esse tão real que se encontra à minha frente sempre a olhar para mimNo entanto o que me conforta é eu estar ao teu lado, e não ela. Portanto sem querer escrever sobre tal, desenho uma joaninha no papel e dobro-o até não poder mais, colocando o mesmo na minha mochila, para tentar novamente em casa que algumas simples palavras possam sair do meu coração através do lápis até à folha de papel, já rabiscada…


As aulas começaram e começo-me a sentir novamente blhecke!

3 comentários:

  1. Adorei o texto e a forma como o escreveste.
    As minhas aulas já começaram à duas semanas, e já só quero férias. :s

    ResponderEliminar

A tua opinião é essencial, desde que seja verdadeiramente escrita com alma e coração.
Obrigada pela leitura. :)